As Políticas de Distanciamento Social nos Estados Brasileiros e a Adesão à Quarentena

De acordo com os modelos desenvolvidos pelo Imperial College of London, num cenário de medidas moderadas de distanciamento social, o Brasil poderá chegar a ter mais de 500.000 mortes pela COVID-19; em um cenário em que nenhuma medida de distanciamento social houvesse sido adotada, as previsões do estudo sugerem mais de 1 milhão de óbitos. Dado o risco de um elevado número de mortes e o custo significativo para o país de tratar os infectados, os estados brasileiros têm adotado medidas para conter a transmissão do vírus, a partir de meados de março, aproximadamente, três semanas depois do primeiro caso confirmado no país.

Responsáveis:

  • Lorena Barberia
  • Luiz Guilherme Roth Cantarelli
  • Anna Paula Ferrari Matos
  • Natália de Paula Moreira
  • Maria Letícia Claro de F. Oliveira
  • Fabiana da Silva Pereira
  • Pedro Schmalz
  • Isabel Seelaender
  • Marcela Mello Zamudio

Você pode fazer o download do relatório completo clicando aqui.